terça-feira, 25 de outubro de 2016

Os explosivos smartfones da Samsung

A Samsung está atravessando uma fase difícil. Depois de várias explosões do Galaxy Note 7, a empresa coreana decidiu removê-lo do mercado. Pode-se imaginar o tamanho do prejuízo.
Seu substituto, o Galaxy S7 Edge não parece tranquilizar os executivos: um explodiu nas Filipinas, um nos Estados Unidos e o mais recente, no Canadá.


Todos eles explodiram durante o carregamento da bateria.


E isto não é exclusividade da Samsung: um iPhone 7, da Apple, explodiu, destruindo o carro onde se encontrava.

Porque isso acontece?

Uma teoria é a redução do tamanho dos aparelhos e baterias cada vez maiores e mais potentes. Outra, que me parece mais provável, é o uso de capacitores. Se apenas um deles entrar em curto-circuito, a bateria será submetida a uma tensão muito superior para a qual foi projetada. Daí a explodir é questão de segundos.


Outra questão é o "carregamento rápido"... Para que isto seja possível é necessário aumentar o fluxo de corrente para a bateria, o que leva a um aquecimento proporcional à carga recebida.


Muitas pessoas estão levando isto na brincadeira, referindo-se aos aparelhos com expressões do tipo "Samsung explode", ou "cuidado com os Galaxys explosivos"; porém, isto é muito perigoso. Abaixo, um vídeo mostra alguns incidentes com "os explosivos":
video


domingo, 16 de outubro de 2016

A decadência do prêmio Nobel

Há muito tempo perdi o interesse pelo prêmio Nobel. O motivo foram decisões esdrúxulas, premiando pessoas por motivos menores e sem nenhuma relação com o prêmio concedido. 

Depois, estudando política, percebi a intenção por trás de tais "premiações": a organização, outrora nobre, fora "invadida" pelos socialistas!

Soube ontem que um músico (não vem ao caso se é bom, famoso, etc) recebeu o Nobel de Literatura! Em tempo: ele não é escritor.

Agora, li no site Radiovox, que Juan Manoel Santos, que decidiu "perdoar" e negociar com o criminoso comunista Timoleon Timochenko, chefão da organização de terroristas traficantes FARC, recebeu (pasmem!) o prêmio Nobel da Paz!
Timoleon Timochenko


Se restava alguma dúvida sobre a parcialidade dessa organização (Nobel) acabou com essa. E quem a defender, certamente será um esquerdista, consciente ou idiota útil, sempre pronto a encontrar razões para todos os absurdos praticados por seus iguais.



segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Brasil, Intervenção Militar, Guerra Cultural e alguns porquês...

Uma amiga de longa data, guerreira, declarou-se "desapontada" comigo e outros "guerreiros"... Desistimos da luta?

Não, claro que não!

Mas nem todas as lutas são travadas no campo de batalha. Os tempos exigem estratégias sutis. 

Minha resposta:
"Que bom você tocar nesse assunto... Há algum tempo queria falar com alguém a respeito, mas parecia que ninguém notava a mudança. De fato, afastei-me do "front". Porque?

No final de 2015 declarei-me cansado de uma luta infrutífera de dois anos. Mas algo aconteceria este ano, e da maior importância: fiz o curso de Política e Cultura Brasileira com o Professor Olavo de Carvalho! Foi possível ver, então, a "parte submersa" do monstro. E é muito maior do que imaginamos. E foi possível ver com clareza porque os militares não se aventuraram. E nem deveriam. Mergulhariam o país numa guerra civil sem precedentes de resultados imprevisíveis. 

Encurtando, o que temos hoje é a guerra cultural. Necessária, este é o caminho. Capitaneada pelo Juiz Sérgio Moro com o apoio das pessoas honradas deste país.
E estamos vencendo. Os crápulas estão cada dia mais encurralados. E os guerrilheiros deles, treinados para a guerra civil, estão ociosos. E custa caro, muito caro mantê-los. Cortando a veia de recursos deles, cairão naturalmente.


Não é um caminho curto, eles dominam as escolas, principalmente as universidades. Conquistaram isso em 40 anos de trabalho metódico e continuado, sem resistência. Creio, levaremos muito tempo para reverter.

Mas, será feito, de uma forma inteligente, brasileira, sem derramamento de sangue inocente".